PORTAL DO PROFESSOR
APP CIC DAMAS

REPERCUSSÕES DAS REDES SOCIAIS PARA A SAÚDE MENTAL

10/09/2021 às 12h32

                Valorização da vida! Esse é o assunto mais comentado nos corredores do Colégio ao longo do mês e setembro. As ações voltadas para os cuidados com a saúde mental passaram a ser reforçadas desde a criação do Setembro Amarelo, uma campanha nacional realizada há sete anos, pela Associação Brasileira de Psiquiatria – ABP, em parceria com o Conselho Federal de Medicina – CFM, cuja culminância é o dia 10 deste mês, marcado como o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio. E foi com o intuito de valorizar a vida e colocar em pauta a importância de cuidar da saúde mental, que o setor de psicologia educacional do CIC Damas reuniu, nesta sexta-feira (10), os alunos do 8º ano do Ensino Fundamental – Anos Finais à 1ª série do Ensino Médio.

                No auditório o colégio, as turmas acompanharam uma rica troca de conhecimentos numa mesa redonda com o tema “As repercussões das redes sociais para a saúde mental”. Entre os convidados, estavam o psicólogo clínico e nosso eterno aluno, Ricard Bezerra, o professor de história e filosofia do CIC Damas, Ricardo Marques, e a psicóloga clínica Camila Saraiva, coordenadora da equipe de Psicologia do Hospital da Criança e do Adolescente de Campina Grande.

                O professor Ricardo iniciou falando sobre a ética e os princípios que norteiam o comportamento humano a partir da filosofia. Ele também trouxe as diferenças paradoxais dos mundos virtual e real. “Vivemos numa sociedade onde existe a hipervalorização do imagético”, disse ele resgatando o filósofo Guy Debord e suas discussões sobre a sociedade do espetáculo. Camila Saraiva completou dizendo que é preciso ter um olhar integral sobre o ser humano e considerar suas diferentes dimensões. “A Geração Z nasceu na era dos avanços tecnológicos e não tem como fugir desse mundo hiperconectado. Mas é preciso lembrar que as interações pessoais proporcionam relações e experiências afetivas que o mundo virtual é incapaz de promover”.

                “Quando a gente fala sobre redes sociais, temos que pensar sobre afeto; nelas tem alegria, mas também tem tristeza, tem a má interpretação de mensagens e existe uma responsabilidade em cada clique, em cada comentário”, frisou o psicanalista Ricard Bezerra. Ele alertou ser fundamental a reflexão sobre o que queremos ou esperamos ao ingressarmos numa rede social. E mais do que isso: “também temos que lembrar que existe uma rede social fora das redes virtuais e ela é formada por pessoas. Esteja mais atento a quem está do seu lado, estabeleça mais conexões com as pessoas que, de fato, estão ao seu redor”.  

Galeria de Fotos